28 de junho de 2012

Resenha - Crescendo



 
 
“É melhor que algumas verdades fiquem mortas e enterradas – do contrário, podem destruir tudo aquilo em que você acredita.”
 

Sinopse:A vida de Nora Grey ainda está longe de ser perfeita. Sofrer uma tentativa de assassinato não foi a melhor das experiências, mas pelo menos, Nora ganhou um anjo da guarda: Patch, que de angelical não tem absolutamente nada. Ele é lindo, irresistível, misterioso… e está com ela. O problema é que ele tem sido cada vez mais evasivo, e o pior: parece muito interessado na grande inimiga de Nora, Marcie Millar.
Atormentada por repetidas visões do pai, inexplicavelmente assassinado anos antes, Nora começa se perguntar se haveria alguma conexão entre a morte dele e o fato de pertencerem a uma linhagem de nefilins. Ela quer descobrir o que realmente aconteceu, mas isso é muito arriscado. Algumas verdades ficam melhor mortas e enterradas — do contrário, podem destruir tudo em que você acredita.


Acho que a sinopse do livro já diz tudo, a vida de Nora não melhorou muito desde que conheceu o amor de sua vida e agora anjo da guarda Patch, pelo contrario.
Definitivamente achei este livro muito melhor que o primeiro, e ao mesmo tempo que ele foi simplesmente demais, foi também agonizante (já explico).
Quando Nora decide enfim dizer a Patch que o ama (como se já não estivesse na cara) ele muda radicalmente com ela.
O que antes era qualquer motivo para ele chama-la de Anjo agora é motivo para chama-la simplesmente de Nora. Para melhorar a situação, Patch agora começou a espionar a janela do quarto de Marcie* (inimiga master de Nora) tendo como desculpa de que ela estava correndo perigo eminente.
Cansada de ser sempre tão ponderável, Nora acaba perdendo a cabeça e colocando Patch na parede, ou ele conta para ela o porque de estar tão misterioso e distante ou as coisas entre eles teram um fim. Então Patch parte, deixando Nora sem entender nada.
Neste livro eu *odiei* Patch em cada página que eu li. Além de ele em nenhum momento dar uma explicação plausível para Nora, ele do nada começa a namorar Marcie.
Para melhorar tudo, Marcie esfrega a todo instante o seu namoro com Patch na cara de Nora e ainda  a convida para festas em sua casa para que ela possa ver de camarote os dois juntos.
Com a cabeça em chamas, dura, com problemas com sua mãe, Nora agora começa ter visões de seu pai, sonhos com o momento da morte dele, e aparições dele em lugares estranhos colocando sua vida em perigo.
Uma rede de mentires e mistérios vai se tecendo neste livro, em que Nora tem que lidar com os problemas de seu coração e com a transição de sua adolescência para sua fase adulta.
Tentando dar uma guinada em sua vida e esquecer de vez Patch, Nora começa a se envolver com o misterioso Scott Pernell, um amigo de infância que foi embora da cidade ainda criança e que agora esta de volta para mexer com o passado de Nora e com seu coração.
Emoção e adrenalina a cada virada de página é pouco para descrever CRESCENDO.
Sou muito ansiona, então a cada página que eu lia e via que a trama estava mais emaranhada que bola de lã eu ligava para minha amiga pedindo encarecidamente que ela me contasse o motivo de Patch ignorar Nora, ter virado namorado de Marcie, e aparições do pai morto começarem sem explicações. Bem o que eu ganhava com as ligações era nada mais que uma frase: "Lê o livro que você vai saber."
Agora vamos para a parte não racional do meu cérebro, fiquei morrendo de pena de Nora quando ela tentava se esquecer de Patch , principalmente nos momentos em que ele a lembrava de que não sentia nada quando ela o abraçava ou beijava.
Sabe aquela vontade de esmurrar alguém que está fazendo a maior besteria de sua vida? Era isso que eu sentia quando eu via Patch tratando Nora mal.
Também tenho que confessar que ler Nora se virando nos trinta para desvendar o relacionamento de Patch e Marcie e os segredos obscuros de Scott foi a melhor coisa de todos os tempos, em uma página eu estava em prantos, chorando com Nora a dor de uma coração partido e em outra eu estava rindo das encrencas e micos (por sinais gingantescos) que ela pagava.
Mas... o final do livro deixou a desejar, tah tah, não deixou a desejar, mais Nora faz uma burrada que vou te contar, how menina que gosta de insistir no erro heim.

Super recomendo este livro, estou comesando a ler Silêncio e amando também.
Nota 10 para CRESCENDO com toda a certeza.




4 comentários:

Camila Márcia disse...

Tô morrendo de vontade de ler a série (ou é trilogia?) De qualquer forma já li muita resenha super positiva então fiquie super afim....

bjs,
Camila Márcia
@camila_marcia
http://delivroemlivro.blogspot.com/
http://devaneiosfugazes.blogspot.com/

Bruna Araújo disse...

Adorei o blog, muito lindo, amei tudo. Parabéns mesmo, vou sempre estar aqui :)

ontendency.blogspot.com

Julia G disse...

Brih, eu adorei a sua resenha, e concordo com cada linha que você escreveu. Mas além de odiar o Patch nesse livro, eu também odiei a Nora, porque falando sério, que guriazinha mais tapada! haha
Me deu nos nervos total o livro, ainda não criei coragem para ler o próximo.

Beijos

Sw e Su disse...

Vou te contar, eu sou irrevogavelmente apaixonada por essa série. Como vc disse, realmente dá vontade de dar uns belos tapas no Patch nesse livro, mas depois que a gente entendo as motivações dele, dá pra relevar.
Tem muita gente que critica aos montes a pobre Nora, eu, pelo contrário, admiro-a muito, pois ela é uma garota inteligente, determinada e inacreditavelmente corajosa(mesmo que seja exatamente essa sua característica que a leve a cometer várias idiotices ¬¬). rs

Bjinhos!

Swan
Bem pra Mente

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...