10 de novembro de 2011

Só se aprende ler, lendo!





Olá queridos amigos e visitantes do Meu Livro Rosa Pink! Tudo bem com vocês? Excepcionalmente numa quinta-feira (pois é, a "véia" aqui se esqueceu de postar ontem, sorry) aqui estou eu com a nossa coluna semanal.
Estive pensando sobre o hábito da leitura. Na minha infância, peguei o gosto pela leitura na escola, já que em casa só meu pai tinha o hábito de ler, mas não livros, ele lia jornais mesmo. Conheci os livros aos 7 anos, na escola, quando a professora da 1ª série me apresentou um exemplar. Não me lembro o nome do livro, afinal, já se vão mais de 30 anos! Mas me lembro muito claramente da sensação gostosa de viajar quando o li. De lá pra cá, nunca mais deixei de ler. Termino um livro e já começo outro! Ler é como droga, você tem que estar sempre lendo pra não ter sintomas de abstinência, rs.
No post de hoje, busquei dicas aqui e ali sobre como estimular a leitura nos pequenos. Encontrei dicas bem legais, vamos a elas?

Escolha uma hora bem calma
Com as crianças, nós sabemos que há “horas calmas” e “horas agitadas”. Procure um lugar e uma hora calmos e sente-se com um livro. Dez a quinze minutos por dia é suficiente.

Faça da leitura um prazer
A leitura precisa ser algo prazeroso. Sente com seu filho. Tente não fazer pressão se ele ou ela estiverem indispostos. Se a criança perder interesse, faça algo diferente.

Visite a Biblioteca
Encorage seu filho a retirar livros na biblioteca pública. Leve-o até lá e mostre, com calma, tudo que ele precisa.

Pratique regularmente
Tente ler com seu filho todos os dias da semana. Pouco, mas frequentemente é a melhor estratégia. Os professores da escola têm um tempo limitado para ajudar individualmente a leitura dos alunos.

Fale sobre os livros
Ser um bom leitor é muito mais do que simplesmente ler palavras corretamente. O mais importante é entender e refletir sobre o que está lendo. Sempre fale com seu filho sobre o livro, sobre as figuras, sobre as personagens, como ele acha que vai ser o final da história, sua parte favorita etc. Assim você vai ver como está o entendimento dele e poderá ajudá-lo a desenvolver uma boa interpretação.

Varie sempre
Lembre que as crianças precisam experimentar vários materiais de leitura. Por exemplo, livros só de figuras, quadrinhos, revistas, poemas e até os jornais (mostre a ele a parte com palavras cruzadas e, claro, as tirinhas e charges).

Fonte: Lendo.org

E como crianças adoram brincar, no site Guia Infantil encontrei cinco dicas bem legais de como brincar com os livros ;)

O JOGO DAS VOZES
Qualquer conto por pequeno que seja, pode transformar-se num jogo de vozes e ruídos. As mudanças de tons, encantam aos pequenos: as vozes agudas, as graves, as que imitam as crianças, a uma bruxa, os sons da água, do vento, dos animais... Assim aprendem a identificar aos distintos personagens: os bons, os maus, os mais jovens ou os mais velhinhos. O certo é que qualquer elemento criativo captará sua atenção!
Nota: Para crianças de 0 a 8 anos.

DESENHE A ESTÓRIA
Só são necessários lápis de cores, cartolinas e um narrador. O jogo consiste em que as crianças representem as distintas sequências do conto: o começo, meio e o fim. Podem fazer quantos desenhos quiserem. O importante é deixar sua criatividade livre. Além disso, observando seus desenhos pode-se aprender centenas de coisas: o que mais as chamam a atenção será o maior, e o que menos gostam o omitirão ou serão muito pequenos...Os encantarão ter suas próprias ilustrações dos contos!
Nota: Para crianças de 3 a 8 anos. A partir dos 6 anos também se pode propor que escrevam pequenos textos no rodapé dos desenhos, assim fabricarão seus próprios contos.

FAZENDO TEATRO
É hora de tirar do baú: um guarda-chuva, umas luvas, colares de plástico, cintos ou um colete. Qualquer roupa antiga será o perfeito disfarce. Também ajudará um set de maquilage infantil para caracterizar uns bigodes, uma cicatriz ou para "envelhecer" o semblante. Representarão o seu conto favorito!

Nota: Para crianças de 5 a 8 anos. A partir dos 7 anos também pode-se propor que escrevam um pequeno roteiro para adaptar a história do livro.

O SUPER DETETIVE

Se o que se quer é desenvolver sua atenção, só tem que sugerir a eles que sejam um "super detetive". O jogo consiste em buscar pistas secretas: podem ser cores, palavras que comecem por A, ou B, palavras no plural, no masculino, no feminino, palavras que escrevam com H. Pode estabelecer um limite de tempo ou de palavras e no final pensar em uma grande recompensa...Que tal sua sobremesa favorita? É fantástico para a ortografia, o vocabulário e a linguagem!

Nota: Para crianças de 7 a 12 anos. Cada detetive tem que ter seu próprio livro de detetive e uma caneta para poder anotar todas as pistas. Se muitas crianças participam, cada um pode utilizar uma caneta de cor diferente.

INVENTANDO OUTRO FINAL
Com certeza deve haver algum livro com um final pouco divertido, assim que a solução é combinar com toda a família um final perfeito. Cada um apresenta sua idéia e entre toda a família se decide que "pedaço da história" é o melhor. É uma forma de conversar sobre um livro: os personagens, o contexto, as diferentes situações, etc. O jogo pode se complicar em função da idade dos participantes.

Nota: Para crianças de 5 anos em diante. Este jogo não tem idade e com certeza existem centenas de finais para serem modificados.

Graças a Deus, aqui em casa meus filhos, como sempre tiveram o meu exemplo, são leitores assíduos =)

Quer saber mais sobre mim? Visite meu blog - http://doceinsensatez.com/blog

E é isso. Até a próxima =**

8 comentários:

✿ Nessinha✿ disse...

Olá!
Adorei o pos!
Sou incentivadora da leitua e acho muito importante a criança desde cedo ter contato com livros, ir em livrarias!!
bjinhs
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

sonhosentrepontinhos disse...

Ótimo post Bri, eu tenho dois irmãos pequenos e que sacrifício é fazê-los ler! :/
Espero que um dia eu consiga essa proeza e que eles possam conhecer esse grande legado, que todo pai deveria deixar ao seu filho!
Beijão, Caah ♥

@sonhospontinhos
http://sonhosentrepontinhos.com

Camila Márcia disse...

Adorei a postagem, acredito que é incentivando que estaremos cultivando novos leitores e sobretudo, adorei a parte do incentivo a visitas a bibliotecas, acho importante que não tornemos as nossas bibliotecas espaços vazios, acredito que lá é cultura e a visita de leitores é fundamental.

Beijos, beijos!

Nina Tavares disse...

Amei esse post! Eu estou sempre incentivando a leitura entre meus alunos, indicando livros, acompanhando-os na biblioteca da escola. A mesmo coisa com as crianças da família, que sempre ganham livros no Natal ou no aniversário.
No domingo eu faço eu post especial no meu blog (Pronto.Falei!) linkando tudo o que eu vi de interessante na blogosfera, posso linkar ser texto? Com os devidos créditos, é claro!

B-jussss! ♥

Mariana Ribeiro disse...

Olá, Lilian e Brih!
Também acho que os pais devem incentivar a leitura desde cedo aos seus filhos, isso é mesmo fundamental na geração de novos leitores. Assim valoriza a educação e lhes mostra o prazer da leitura.
Ótimo post!
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Ludmila disse...

Ótimo post Bri!
Sou totalmente a favor ao incentivo a leitura e lia muito para os meus filhos..
Hoje que já estão grandes, eles amam a leitura.
Também estou sempre comprando livros para dar de presente para meus filhos, sobrinhos, parentes e amigos.
Beijos

Bruno Miranda disse...

Tenho certeza de que quando tiver meus filhos eles já vão estar super acostumados com os livros, até lá minha estante vai crescer muuuuito e quero passar esse gosto pela leitura para eles. Adorei o post e as brincadeiras. Beijos,

@minha_estante - Minha Estante

Lilian Britto disse...

Nina Tavares

Claro que pode linkar o texto! Mas o texto não é meu ok? Tem os créditos Por aqui, basta q vc os cite tbem ok?
Bjus, bom findi =**

@morenalilica

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...