1 de novembro de 2011

Resenha - Os Herdeiros dos Titãs

OS HERDEIROS DOS TITÃS narra o período decadente de uma civilização de quatro mil anos, quando dos desmandos de uma Rainha-Deusa e seus sacerdotes, ditos imortais. DE LUTAS E IDEAIS, a primeira parte dessa aventura, apresenta o drama familiar de Téoder, maior herói de seu tempo, mas que foi levado a assassinar a própria esposa por ordem da Rainha. Arion, seu filho, é um revolucionário que evita o pai a todo custo. Mas quando ele passa a fugir das autoridades, deixando um rastro de sangue pelo caminho, um reencontro se torna cada vez mais necessário, trazendo à tona feridas antigas provocadas por um crime imperdoável. É o primeiro volume de três que sairão pela GIOSTRI. É um romance épico, com inúmeros núcleos de ação.



Os Herdeiros do Titãs é um mágico, contendo várias influências (na minha opinião) da Grécia Antiga, o que já me instigou no começo do livro pois sou apaixonada por história, bem continuando, "Os Herdeiros" é um livro difícil de descrever, pois está muito fora o que estou acostumada a ler, acho que o último livro que li e achei bem "complexo" foi O Senhor dos Anéis e Os Herdeiros dos Titãs se encaixa ai.
Téoder é um Beli, chefe militar da Cidade de Grabatal, casado com Faná jovem que leva uma vida sofrida pelas bebedeiras do pai que se individa a tal ponto de quase perder a vida. Téoder e Faná tem um filho chamado Arion que por mais desavenças que tenha com seu pai acaba se tornando um grande Guerreiro viajando pelo mundo com seu amigo Luredás, e desbravando cidades devastadas pelos homens e sua ganância. Além de destacar a rixa entre pai e filho, o livro leva o leitor para o lado político da história, a onde se encontram a guerra por territórios e poder, e nesse ponto eu tenho que falar da minha personagem favorita, a Rainha-Deusa Quetabel.
Eric autor do livro, criou um mundo dele, com armas, magia, deuses, cidades, nada visto em qualquer outro livro, além deste lugares, pessoas e criaturas diferentes, um dos pontos do livro que me chamou a atenção, foi  a riqueza de detalhes e a criatividade usada pelo autor para incrementar a história.
O livro não conta somente com um ponto de vista, o que acho positivo, pois gosto de saber o que se passa com os outros personagens na trama, porém acho que nesse ponto ficou um pouco falho. Em alguns momentos me perdi no livro pela narrativa e viagens no tempo, teve  alguns trechos em que tive que voltar para entender quem estava narrando. Um destes trechos são contados por Téoder que somente no final do livro é que vamos conseguir encaixar os fatos.
Como disse acima o livro é rico em detalhes, e acho que houve uma grande pesquisa por parte do autor para a composição deste livro, o que acho super importante, afinal  histórias que fogem muito da nossa realidade, nos levando para um mundo muito diferente, necessitam deste capricho por parte do escritor para conseguir fazer com  que nós leitores consigamos formar a história em nossa mente, porém houve algumas passagens do livro que se tornaram repetitivas e que ficaram um pouco cansativa. 
Recomendo este livro, achei a leitura muito boa apesar de cansativa no começo, estava sentindo falta de uma leitura que me fizesse usar a minha cabeça para analisar os fatos decorrentes do livro, mais já aviso, como disse no começo da resenha, Os Herdeios dos Titãs é um livro complexo, tem um público específico. Para quem curte espadas, guerras e busca por ideais, vai se deliciar com esta obra nacional, muito bem escrita.
E preparem-se pois o segundo livro da série, A Mão do Destino já esta saindo do forno.

Beijokas enormes;








6 comentários:

Julia Cedro disse...

Oi!

Acho que eu irei gostar desse livro sim, apesar de ser um livro muito complexo, eu estou começando a gostar de livros com guerras e coisas mágicas, haha.

Beijos!

Lucas Martins disse...

Nossa! Não conhecia este livro, parece muito interessante...
Gostei principalmente dessa coisa histórica, sabe... e a capa também é linda!
Bjs!

Jovens Leitoras disse...

Não conhecia esse livro, mas adorei sua resenha!
Beijos (:

Pabline disse...

Tbm amo história, então de cara já gostei das referencias. Grécia Antiga é uma época tão interessante *.*
Amo um livro complexo, serio amo mesmo. Amo a criatividade de criar novos mundos, novas realidades.
É um livro que muito me interessou.
A literatura brasileira sempre me surpreendendo. Essas capas são incríveis.
BJ!

-Amigas Entre Livros-

R. S. Pereira disse...

Nossa Brih, confesso que, todo dia passo pelo blog, mais não tinha percebido o novo Logo! Ficou muito massa de verdade! O visual do blog ficou muito bonito!

Vc podia fazer um post falando do novo livro da Alyson Noel né (Luminoso, serie Rylei Bloom)... Seria um máximo!

Bjoos!

Emmy disse...

Adorei a sua resenha *-* Nunca tinha lido nada sobre esse livro e vc conseguiu me deixar curiosa! Adoro história ricas em detalhes, apesar do que vc disse sobre a narrativa ainda tenho curiosidade de ler!
Bjs, Emmy
Literary World
http://www.literatura-emmy.blogspot.com/

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...